INSCRIÇÕES GRATUITAS

CURSO BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL

 1 PERFIL DO EGRESSO

      O perfil do egresso do Curso Bacharelado em Serviço Social da Faculdade ITOP é ser um profissional dotado de capacidade teórico e metodológica para interpretar e intervir na realidade social e nos fenômenos dela derivados: exclusão social; pobreza: vulnerabilidade social; conflito familiar; violência doméstica e infanto-juvenil, entre outras.

Um profissional habilitado tecnicamente para intervir nas demandas profissionais, habilitado para elaborar projeto, dar parecer técnico, atender indivíduos e coletividades, assim como, prestar serviços a organismos governamentais e não governamentais, empresas entre outros.

Um profissional com competência para gerenciar organizações sociais, unidades executoras de políticas sociais, setores de Serviço Social (em organismos público ou privado), dirigir setores responsáveis pelo desenvolvimento de recursos humanos e integrar equipes interdisciplinares.

Um profissional habilitado para atuar com pessoas de diferentes condições sociais, econômicas, políticas e ideológicas: homens, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, portadores de deficiência e a outros segmentos populacionais.

Projeta-se um curso em que a formação profissional em Serviço Social pauta por Competências e Habilidades, a saber:

 

 1.1-Competências Gerais

     a)   Formação profissional deve viabilizar uma capacitação teórico-metodológica e ético-política, como requisito fundamental para o exercício de atividades técnico-operativas, com vistas à  compreensão do significado social da profissão e de seu desenvolvimento sócio-histórico, nos cenários internacional e nacional, desvelando as possibilidades de ação contidas na realidade;

      b)   Identificação das demandas presentes na sociedade, visando a formular respostas profissionais para o enfrentamento da questão social; utilização dos recursos da informática.


  1.2-Competências Específicas


 a)   Elaborar, executar e avaliar planos, programas e projetos na área social;

b)   Contribuir para viabilizar a participação dos usuários nas decisões institucionais;

c)   Planejar, organizar e administrar benefícios e serviços sociais;

d)   Realizar pesquisas que subsidiem formulação de políticas e ações profissionais;

e)   Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública, empresas privadas e movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais e à garantia dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade;

f)    Orientar a população na identificação de recursos para atendimento e defesa de seus direitos;

g)   Realizar visitas, perícias técnicas, laudos, informações e pareceres sobre matéria de Serviço Social.

 

 Nos termos da lei no 8.662, de 7 de junho de 1993, que  dispõe sobre a profissão de Assistente Social e dá outras providências, constituem competências do Assistente Social:

 

a)   Elaborar, implementar, executar e avaliar políticas sociais junto a órgãos da administração pública, direta ou indireta, empresas, entidades e organizações populares;

b)   Elaborar, coordenar, executar e avaliar planos, programas e projetos que sejam do âmbito de atuação do Serviço Social com participação da sociedade civil;

c)      Encaminhar providências, e prestar orientação social a indivíduos, grupos e à população;

d)   Orientar indivíduos e grupos de diferentes segmentos sociais no sentido de identificar recursos e de fazer uso dos mesmos no atendimento e na defesa de seus direitos;

e)     Planejar, organizar e administrar benefícios e Serviços Sociais;

f)    Planejar, executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar ações profissionais;

g)    Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades, com relação às matérias relacionadas elaborar, coordenar, executar e avaliar planos, programas e projetos que sejam do âmbito de atuação do Serviço Social com participação da sociedade civil;

h)   Prestar assessoria e apoio aos movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais, no exercício e na defesa dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade;

i)        Planejamento, organização e administração de Serviços Sociais e de Unidade de Serviço Social;

j)    Realizar estudos sócio-econômicos com os usuários para fins de benefícios e serviços sociais junto a órgãos da administração pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades.
 
Desta forma, constituem-se atribuições privativas do Assistente Social:

a)   Coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos, programas e projetos na área de Serviço Social;

b)   Planejar, organizar e administrar programas e projetos em Unidade de Serviço Social;

c)   Assessoria e consultoria e órgãos da Administração Pública direta e indireta, empresas privadas e outras entidades, em matéria de Serviço Social;

d)   Realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a matéria de Serviço Social;

e)   Assumir, no magistério de Serviço Social tanto a nível de graduação como pós-graduação, disciplinas e funções que exijam conhecimentos próprios e adquiridos em curso de formação regular;

f)    Treinamento, avaliação e supervisão direta de estagiários de Serviço Social;

g)   Dirigir e coordenar Unidades de Ensino e Cursos de Serviço Social, de graduação e pós-graduação;

h)   Dirigir e coordenar associações, núcleos, centros de estudo e de pesquisa em Serviço Social;

i)     Elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras de concursos ou outras formas de seleção para assistentes Sociais, ou onde sejam aferidos conhecimentos inerentes ao Serviço Social;

j)    Coordenar seminários, encontros, congressos e eventos assemelhados sobre assuntos de Serviço Social;

k)   Fiscalizar o exercício profissional através dos Conselhos Federal e Regionais;

l)     Dirigir serviços técnicos de Serviço Social em entidades públicas ou privadas;
  m) Ocupar cargos e funções de direção e fiscalização da gestão financeira em órgãos e entidades representativas da categoria profissional.

 


Disciplina
Período
C.H
01 CIÊNCIA POLÍTICA 72
02 COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO 72
03 FILOSOFIA 72
04 INTRODUÇÃO AO SERVIÇO SOCIAL 72
05 TEORIAS SOCIOLOGICAS 72
06 DESENVOLVIMENTO CAPITALISTA E QUESTÃO SOCIAL 72
07 DIREITO E LEGISLAÇÃO SOCIAL 72
08 ECONOMIA POLITICA E SERVIÇO SOCIAL 72
09 FUNDAMENTOS HIST. TEÓR. E MET DO SERVIÇO SOCIAL 72
10 METODOLOGIA CIENTÍFICA 72
11 ÉTICA PROFISSIONAL 72
12 FUNDAMENTOS HIST. TEÓR. E MET DO SERVIÇO SOCIAL II 72
13 HISTORIA POLITICA DO BRASIL CONTEMPORANEO 72
14 IDENTIDADES CULTURAIS 72
15 QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL 72
16 MOVIMENTOS SOCIAIS E SERVIÇO SOCIAL 72
17 POLÍTICA SOCIAL E SERVIÇO SOCIAL 72
18 PSICOLOGIA SOCIAL 72
19 SERVIÇO SOCIAL E PROCESSO DE TRABALHO 72
20 TRABALHO E SOCIABILIDADE 72
21 DIREITOS HUMANOS 72
22 ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 150
23 ESTRATEGIAS E TECNICAS DA AÇÃO PROFISSIONAL I 72
24 PESQUISA SOCIAL EM SERVIÇO SOCIAL I 72
25 PLANEJAMENTO EM PROGRAMAS E PROJETOS SOCIAIS 72
26 ANÁLISE DE INDICADORES SOCIAIS    72
27 ESTÁGIO SUPERVISIONADO II 150
28 ESTRATEGIAS E TECNICAS DA AÇÃO PROFISSIONAL II 72
29 PESQUISA SOCIAL II 72
30 SEGURIDADE SOCIAL 72
31 ESTÁGIO SUPERVISIONADO III 150
32 GERONTOLOGIA SOCIAL 72
33 POLITICA SOCIAL SETORIA –HABITAÇÃO E QUESTÃO URBANA 72
34 POLITICA SOCIAL SETORIAL – MEIO AMBIENTE E QUESTÃO RURAL 72
35 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I 72
36 ATIVIDADES COMPLEMENTARES 120
37 AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS SOCIAIS 72
38 POLITICA SOCIAL SETORIAL- INFANCIA E JUVENTUDE 72
39 QUESTÕES DE GENERO, ETNIA E MINORIAS 72
40 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC 72
 
Total
3162

Comentários

ACSU SE 40, Conj.02, Lote 16, AV. NS 02 | Palmas-TO - Fone: (63) 3214-7345 / 3214-7377
Copyright © 2012 • ITOP - Instituto Tocantinense de Pós-Graduação • Todos os direitos reservados | Desenvolvido por LifeSites